Entendendo o IPv6

Publicado em:
09/01/2011

Por: Fábio Augusto

Fonte: Daniel Donda www.mcsesolution.com.br

Certamente, você deve estar bem familiarizado com o IPv4. A atribuição de endereços, IP, Mascara, DNS, WINS, Gateway e até as configurações mais avançadas como filtros de pacotes, tabelas de roteamento e diversas outras configurações. Mas e quanto ao tão famoso e esperado IPv6?

Sabemos que algumas diferenças são enormes, o IPv4 possui 32 bits o que possibilita a quantidade de endereços IPs (espaço de endereçamento ) de mais de 4 bilhões. (Parece muito?!?) enquanto que o IPv6 usando 128 bits nos permite um espaço de endereçamento de 3.40282367 × 1038 (Isso sim é muito!!).

Mas e quanto a atribuição de IPs no ambiente real, como fica o uso do IPv6 na pratica?
Esse artigo tem como principal intuito trazer noções básicas sobre o protocolo IPv6.

O Windows Server 2008, oferece total suporte ao IPv6 e devemos estar familiarizado com essa mudança inevitável. Para iniciarmos o estudo dos serviços do Windows que fazem uso dessa nova tecnologia, devemos começar analisando a estrutura do IPv6.
A sintaxe do endereço IPv6

Um endereço IPv6 contém 128 Bits, separados em blocos de 16 bits, usando dois pontos (:) e cada bloco de 16 bits é convertido em números hexadecimais de 4 dígitos.

Um exemplo de IPv6: 2001:0000:0000:9e50:28ae:8a4a:375e:5614

Para facilitar um pouco a leitura podemos suprimir os zeros repetidos de um bloco, mas não por completo pois cada em cada bloco deve haver pelo menos um digito.

Um exemplo de IPv6 onde os zeros repetidos foram suprimidos: 2001:0:0:9e50:28ae:8a4a:375e:5614

Neste caso temos uma seqüencia contínua de 2 blocos de 16 bits com o valor 0. O IPv6 permite neste caso usar a sintaxe :: para representá-los facilitando ainda mais a leitura. No entanto essa substituição pode ser feita uma única vez em cada endereço, não importando a quantidade de blocos contendo zeros (veja os exemplos).

Um exemplo de IPv6 onde os blocos contendo zeros foram substituídos pela sintaxe permitida: 2001::9e50:28ae:8a4a:375e:5614

Um endereço de multicast ff05:0:0:0:0:0:0:2 poderia ser simplificado usando a sintaxe, ficando simplesmente ff05::2.

O prefixo IPv6 ou FP (Format Prefix)

Mesmo suportando um numero considerável de endereços, é necessário fazer algumas separações. O prefixo Ipv6 é conceitualmente muito similar ao IPv4 e suas classes de rede e estes são expressos da mesma maneira que o CIDR (Classless Inter-Domain Routing) ou seja usando a / para indicar o identificador de rede.
O prefixo é definido pelos primeiros bits do endereço e esse campo variável é denominado Format Prefix (FP). O FP determina também os diferentes usos de endereços utilizados na rede.
<!–[if !supportLineBreakNewLine]–>
<!–[endif]–>

Os tipos de Endereços IPv6

São três tipos distintos:
Unicast – O Tipo unicast identifica uma interface, assim pacotes endereçados ao endereço x serão entregues na interface que possui o endereço x.
Multicast – Identifica múltiplas interfaces, assim um pacote endereçado ao endereço de multicast será entregue a todas as interfaces identificadas para esse endereço multicast.
Anycast – Endereços unicast são associados a roteadores e identifica múltiplas interfaces.

Endereços IPv6 sempre identificam as interfaces, não nós. Um nó é identificado por qualquer endereço unicast que é atribuído a uma das suas interfaces.

Endereços Unicast IPv6

Nosso principal foco será o tipo de endereço IPv6 Unicast, pois iremos trabalhar mais com esse tipo de endereço.
Aqui também existem diferentes tipos de endereços unicast.

Aggregatable Global Unicast Addresses – Esse tipo de endereço unicast especifica “um endereço IPv6 que será globalmente utilizado na Internet” ou seja é equivalente ao endereço público utilizado na Internet.

Link-local – Esse tipo de endereço é equivalente ao endereço IPv4 automático APIPA (Automatic Private IP Addressing )Exemplo: 169.254.0.0/16

Site-local –   Esse tipo de endereço equivale ao espaço de endereço IPv4 privado (Exemplo 172.16.0.0/16 ou 192.168.0.0/24).

Especial Addresses – Como o próprio nome já diz são endereços especiais. Um deles é o 0:0:0:0:0:0:0:0 ou como já vimos esse endereço pode ser expresso da seguinte maneira ::. Indica a ausência de endereço ou rota especifica.
Outro tipo especial é o famoso loopback (endereço de auto-retorno), equivalente ao 127.0.0.1, que em IPv6 fica 0:0:0:0:0:0:0:1 ou simplificando ::1.

Se quiser testar utilizer uma maquina executando o sistema operacional Windows Vista, Windows 7 ou Windows Server 2008 execute o comando
C:\>PING ::1

Espero ter ajudado

[ ] ‘s

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s