Backup e Restauração usando o NTBackup

Publicado em:
04/01/2011
Visão Geral
Backup e Restauração usando o NTBackup

Neste artigo falaremos sobre uma ferramenta built-in fabricado pela VERITAS chamado “Backup” ou “Utilitário de Backup” e que é implantado no sistema operacional Microsoft ® Windows. Aprenderemos como utilizar esta ferramenta para criar e agendando trabalhos, e diferenciar métodos e formas de backup.

BACKUP do Windows

O utilitário de backup nos ajuda a proteger os dados contra perdas
acidentais que ocorrerem em falhas de hardware ou de mídias de
armazenamento no sistema. Por exemplo, se alguma informação em seu disco
for apagada acidentalmente, criminalmente, se tiver sido alterado o
conteúdo original, ou ficarem inacessíveis devido a um defeito do disco
rígido, poderemos facilmente ter novamente todas as informações fazendo a
restauração das mídias recentemente criadas, lembrando que é necessário
já ter uma rotina como “Base Line”.

1 – Acessando o Utilitário de Backup

Para acessarmos o Utilitário de Backup do Windows temos três opções.

1.1 – Usando a Interface do Microsoft Windows

1.2 – Usando o “Prompt de Comando” “Linda de Comando”

1.3 – Usando o “Executar” para o “Ntbackup”

1.1 – Usando a interface do Windows
Para abrir o Backup do Windows, clique em Iniciar, aponte para Programas, para Acessórios, para Ferramentas do Sistema e clique em Backup.
Veja na figura abaixo.

Cc716423.Ntbackup01(pt-br,TechNet.10).jpg
Logo após aparecera esta imagem abaixo conhecida como “Modo de Assistente

Cc716423.Ntbackup02(pt-br,TechNet.10).jpg
Neste artigo “Como criar e restaurar dados usando o BACKUP” trabalharemos com uma outra interface que é chamada de “Modo Avançado” então antes de mais nada desmarcaremos a opção “Sempre iniciar em modo de assistente” e logo em seguida clicar em cima de “Modo Avançado” na janela “Assistente de Backup e Restauração“.

Cc716423.Ntbackup03(pt-br,TechNet.10).jpg

1.2 – Usando linha de comando “executar o Ntbackup”
Para abrir um “Prompt de comando” clique em “Iniciar“, aponte para “Todos os Programas“,  para “Acessórios” e clique em “Prompt de Comando” digite “NTBACKUP” e em seguida digite  “ENTER” exemplos de como criar e executar backup através de linha de comando será comentado no decorrer deste artigo.

Cc716423.Ntbackup04(pt-br,TechNet.10).jpg
1.3 – Usando o “Executar” para o “Ntbackup
Clique em Iniciar, e clique em Executar e digite na caixa o comando “NTBACKUP” e clique em OK. Esse os método abrira diretamente o “Utilitário de Backup” como a figura já mostrada acima.

Cc716423.Ntbackup05(pt-br,TechNet.10).jpg

2- Iniciando um Backup de Arquivos

2.1 – Vamos iniciar o “Utilitário de Backup“.
2.2 – Clique na tab Backup e, em seguida, clique no menu Trabalho e aponte para Novo.
2.3 – Em “Clique na caixa de seleção de unidades, pastas e arquivos para marcá-los para backup” você ira navegar e selecionar as pastas e arquivos que deseja fazer Backup. Veja na figura abaixo;

Cc716423.Ntbackup06(pt-br,TechNet.10).jpg
Logo depois de selecionados os arquivos e pastas é aconselhável que
salve o as seleções no menu  Trabalho para que se precisar fazer
novamente o mesmo procedimento de copia você não precise  executar todos
os passos novamente.
2.4 – Agora vamos selecionar um local para que possa ser salvo o
Backup, lembrando que é extremamente aconselhável que seja feito em uma
outra unidade, disco, e principalmente em fita,  Nada adiantara um
backup no mesmo disco em uso caso haja um problema de hardware ou de
outra natureza que venha a colocar em risco a integridade física e
lógica dos dados. Por padrão  as configurações e seleções de backup .bks
são salvas. no seguinte destino “X:\Documents and
Settings\Administrador\Configurações locais\Dados de
aplicativos\Microsoft\Windows NT\NTBackup\data\” Que é o mesmo local
onde são armazenados os LOG’S de Backup. A figura abaixo mostra o
exemplo  de uma seleção já salva, nomeada “Backup Pessoal

Cc716423.Ntbackup07(pt-br,TechNet.10).jpg
Agora vamos salvar em arquivo o modelo de backup recém criado.
Em Destino do backup, siga os seguintes procedimentos;

  • Clique em Arquivo para fazer backup de arquivos e pastas em um arquivo. “Essa opção é selecionada por padrão”.
  • Clique em um dispositivo de fita se desejar fazer backup de arquivos e pastas em uma fita.

Em Mídia de backup ou nome do arquivo, siga um destes procedimentos;

  • Para fazer um backup de arquivos e pastas em um arquivo, digite um
    caminho e um nome para o arquivo de backup (.bkf) ou clique no botão Procurar
    para localizar um arquivo, na figura acima estou salvando em um outro
    disco em minha maquina e no seguinte caminho “E:\Backups\Backup
    Pessoal.bkf”. O padrão de extensão usada é .bkf vale lembrar que é
    possível alterar esta extensão para outro formatos.
  • Se você estiver fazendo backup de arquivos e pastas em uma fita, clique na fita que deseja usar.

Para alterar as opções de backup, como o tipo de backup e arquivo de LOG, clique no menu Ferramentas e, clique em Opções. Com este procedimento temos algumas opções e apos selecionar basta clicar em OK para salvar.
Após todos estes procedimentos podemos iniciar o processo de Backup dando um clique em “Iniciar Backup” após o clique aparecerá uma caixa chamada “Informações sobre o trabalho de Backup”  nela podemos definir algumas opções como agendar ou tipo de backup a ser executado.
Lembrando que o que você alterar neste momento valera somente para o trabalho criado e será salvo na seleção atual.
Agora vamos iniciar o backup dando um clique novamente em “Iniciar Backup

Cc716423.Ntbackup08(pt-br,TechNet.10).jpg
Quando o Backup for iniciado ele passa por alguns processos antes do
processamento de bytes como montar a mídia e preparar a copia de sombra
para backup, carregamento das informações da seleção. E em seguida é
executado e iniciado como mostra a figura abaixo;

Cc716423.Ntbackup09(pt-br,TechNet.10).jpg
Após finalizado o processo de backup temos a opção de visualizar o
“Relatório” que é criado por padrão em “x:\Documents and
Settings\Administrador\Configurações locais\Dados de
aplicativos\Microsoft\Windows NT\NTBackup\data\backupXX.log” com
informações detalhadas como exemplos abaixo;

Cc716423.Ntbackup10(pt-br,TechNet.10).jpg

Informações de LOG de Backup

Status do backup

Operação: backup

Destino de backup ativo: Arquivo

Nome da mídia: “Backup Pessoal.bkf criado(s) 30/5/2005 em 13:41”

Backup (por cópia de sombra) de “C: ”

Conjunto de backup nº 11 na mídia nº 1

Descrição do backup: “Conjunto criado em 30/5/2005 às 13:41”

Nome da mídia: “Backup Pessoal.bkf criado(s) 30/5/2005 em 12:41”

Método de backup: Normal

O backup foi iniciado no(a) 30/5/2005 à(s) 13:42.

Backup concluído no(a) 30/5/2005 à(s) 13:42.

Pastas: 2

Arquivos: 4

Bytes: 18.424.142

Tempo:  6 segundos

———————-

3 – Restaurando arquivos e pastas de um arquivo de Backup.

Após ter criado um backup como já descrito acima iremos restaurar um
backup criado no mesmo local de origem. Levaremos em conta que a pasta “Backup Test
toda foi apagada acidentalmente, criminalmente ou qualquer outro
problema similar. Antes de Iniciar vamos executar o “Utilitário de
Backup” executando os passos já descritos neste artigo. A figura abaixo
mostra a ausência da pasta “Backup Test

Cc716423.Ntbackup11(pt-br,TechNet.10).jpg
3.1 – Vamos iniciar o “Utilitário de Backup“.
2.2 – Clique na tab “Restaurar e Gerenciar Mídias” e, em seguida, clique no menu Trabalho e aponte para Novo.
3.3 – Em “Clique para marcar a caixa de seleção ao lado das unidades, pastas ou arquivos dos quais deseja fazer backup” você ira selecionar com clique na caixa de seleção à esquerda do arquivo ou da pasta. Veja na figura abaixo;

Cc716423.Ntbackup12(pt-br,TechNet.10).jpg
3.4 – Na caixa de Dialogo “Restaurar os arquivos em:” você deverá
especificar um local para a restauração. Temos 3 opções que serão
descritas abaixo.

  • Selecionando “Local original” os arquivos e pastas dos quais foi
    feito backup sejam restaurados na pasta ou pastas onde estavam quando o
    backup foi realizado.
  • Selecionando “Local alternativo” os arquivos e pastas dos quais foram
    feito backup sejam restaurados em uma pasta determinada. Essa opção
    manterá a estrutura de pasta dos dados dos quais foi feito backup, todas
    as pastas e subpastas serão exibidas na pasta alternativa que você
    escolher. “Necessita que seja escolhido um caminho para a restauração”.
  • Selecionando “Pasta única” os arquivos e pastas dos quais foram feito
    os backup serão restaurados em uma pasta determinada. Essa opção não
    manterá a estrutura de pasta dos dados dos quais foi feito backup. Os
    arquivos serão exibidos somente na pasta que você escolher. “Necessita
    que seja escolhido um caminho para a restauração”.

Um outro fator a ser lembrado é a opção de restauração de arquivos,
temos 3 opções a ser informadas para que não haja maiores problemas com
restauração de arquivos.
Para acessar as opções de restauração vamos seguir os seguintes passos.
No menu Ferramentas, clique em Opções, aponte para Restaurar e escolha a melhor opção para sua restauração:

  • Selecionando “Não substituir o arquivo no computador” Especifica se
    você deseja copiar sobre arquivos que já estejam no disco. Quando
    selecionada está opção restaurará um arquivo no disco somente se ele não
    estiver presente. Está é a opção de restauração mais segura.
  • Selecionando “Substituir o arquivo no disco apenas se ele for mais
    antigo” Especifica se você deseja substituir arquivos mais antigos no
    disco por arquivos mais recente do backup. Quando selecionada está opção
    restaurará um arquivo se ele não estiver presente no disco. Está opção
    pode alterar alguns ou todos os arquivos que estão no disco no momento.
  • Selecionando “Sempre substituir o arquivo no computador” Especifica
    se você deseja substituir arquivos no disco independente de os arquivos
    serem mais recentes ou mais antigos que as versões de backup. Quando
    selecionada está opção também ira restaurar um arquivo se ele não
    estiver presente no disco. Está opção pode causar perda de dados, se um
    arquivo no qual estiver trabalhando fizer parte do backup.

Depois de selecionada a opção desejada na caixa “Opções” clique em OK para aceitar as opções de restauração.
Neste exemplo usaremos “Não substituir o arquivo no computador” Agora clique em “Iniciar restauração“.
Após clicar em restauração aparecerá uma janela chamada de “Confirmar Restauração” para continuar clique em OK, mas antes vamos ver as opções e o que cada uma é capaz na tab de alteração “Avançado” Veja na figura abaixo;

Cc716423.Ntbackup13(pt-br,TechNet.10).jpg
Com a tab “Avançado” podemos fazer algumas alterações interessantes
como à restauração das configurações de segurança, o banco de dados do
Armazenamento removível e os dados do ponto de junção. Temos 5 opções na
Opções Avançadas de Restauração” que iremos comentar abaixo.

Cc716423.Ntbackup14(pt-br,TechNet.10).jpg

  • Relatar Segurança”  Restaura as configurações de
    segurança de arquivos e pastas que estiver restaurando. As configurações
    de segurança incluem permissões de acesso, entradas de auditoria e
    propriedade. Está opção somente estará disponível somente se você tiver
    feito o backup dos dados de um volume NTFS usando no Windows 2000 e o
    estiver restaurando para um volume NTFS usando Windows 2000.
  • Restaurar o local original dos pontos de junção e dos dados de arquivos e pastas nos pontos de junção
    Restaura os pontos de junção no disco rígido e os dados para qual
    apontam. Se você não marcar está caixa de seleção, os pontos de junção
    serão restaurados mas os dados para os quais apontam podem estar
    inacessíveis. Se você estiver usado o comando “LINKD” para criar pontos
    de junção e deseja restaura-los e os dados para os quais apontam, deve
    marcar está caixa de seleção. Além disso, deve marcar está caixa de
    seleção se estiver restaurando uma unidade montada e seus dados. Se não
    marcar está caixa de seleção, você ira restaurar somente a pasta que
    contem a unidade montada.
  • Ao restaurar conjunto de dados duplicados, marcar os dados restaurados como dados primários para todas as reaplicas
    Certifique-se de que quaisquer dados restaurados do serviço de
    duplicação de arquivos (FRS) sejam duplicados nos demais servidores. Se
    você estiver restaurando dados do FRS deverá escolher está opção. Se não
    escolher está opção, os dados do (FRS) que estiver restaurando talvez
    não sejam duplicados para outros servidores porque os dados restaurados
    perderão parecer mais antigos do que os dados já presente nos outros
    servidores. Isto fará com que outros servidores sobrescrevam os dados
    restaurados, impedindo assim que você restaure os dados do FRS.
  • Restaurar o Registro de cluster no disco de quorum e todos os outros nós
    Marque para restaurar e duplicar o banco de dados de quorum do cluster
    em todos os nós de um cluster de servidor. Se os servidores estiverem em
    cluster, selecione está opção ao restaurar os dados.
  • Preservar pontos de montagem de volume existentes
    Impede que a operação de restauração sobrescreva quaisquer pontos de
    montagem de volumes criados na unidade, partição ou volume para os quais
    estiver restaurando dados. Está opção é aplicável principalmente quando
    você estiver restaurando dados para uma unidade, volume ou partição
    inteira. Por Exemplo, se você estiver restaurando dados para uma unidade
    de substituição e particionou e formatou a unidade e restaurou pontos
    de montagem de volume, deverá selecionar está opção para que os pontos
    de montagem de volume não sejam restaurados. Se você estiver restaurando
    dados para uma partição ou unidade que tenha acabo de reformatar,
    talvez queira cancelar a seleção dessa opção de modo que os pontos de
    montagem do volume sejam restaurados.

Depois de entender todo o processo e informações sobre métodos e
recomendações de restauração, iremos dar inicio a restauração de
arquivos e pastas pré-definido neste artigo clicando em OK em “Confirmar Restauração“.
Durante o processo de restauração a ferramenta de backup passa por um
pequeno processo de; montar a mídia, criar um ponto de verificação de
restauração, localizar o conjunto de backup e finalmente dar inicio a
restauração dos arquivos como mostra a imagem abaixo.
Após o termino da restauração de arquivos em arquivo temos uma informação de “Restaurar está Completo” na caixa de dialogo “Progresso de Restauração” com informações de “Relatório” como mostrada na figura abaixo.

Cc716423.Ntbackup15(pt-br,TechNet.10).jpg

Cc716423.Ntbackup16(pt-br,TechNet.10).jpg

Informações de LOG de Restauração


Status da restauração

A imagem abaixo mostra a restauração da pasta “Backup Test”

Operação: restauração

Backup de “C:”, restaurado para “C: ”

Conjunto de backup nº1 na mídia nº1

Descrição do backup: “Conjunto criado em 30/5/2005 às 16:46”

A restauração foi iniciada no(a) 30/5/2005 à(s) 18:39.

Restauração concluída no(a) 30/5/2005 à(s) 18:39.

Pastas: 2

Arquivos: 4

Bytes: 18.424.374

Tempo: 34 segundos

———————-

Cc716423.Ntbackup17(pt-br,TechNet.10).jpg
“Importante”
O utilitário de backup pode ser usado para fazer backup de dados e
restaurá-los em volumes FAT16, FAT32 ou NTFS. No entanto, se você tiver
feito backup dos dados de um volume NTFS usado no Windows XP, é
recomendável restaurar os dados em um volume NTFS usado no Windows XP,
ou você poderá perder dados e também alguns recursos de pastas e
arquivos. Pode ser que alguns sistemas de arquivos não ofereçam suporte a
todos os recursos de outros sistemas de arquivos. Por exemplo,
permissões, configurações de sistema de arquivos com criptografia (EFS),
informações de cotas de disco, informações de unidade montada e
informações de Armazenamento remoto serão perdidas se você fizer backup
dos dados em um volume NTFS usado no Windows XP e os restaurar em um
volume FAT ou um volume NTFS usado no Windows NT 4.0.

4 – Permissões e Direitos de Usuário para Backup e Restauração.

Para que possamos executar backup de arquivos ou pasta precisamos nos atentar quanto as permissões e direitos de usuários.
Para que possamos efetuar backup de arquivos e pastas de um
computador local no qual o grupo local se aplica devemos ter direitos de
administrador ou de Operador de Copia, caso não tenha estas permissões
poderá fazer somente backup de arquivos e pastas na qual vc seja o
proprietário, ou se tiver as seguintes direitos atribuídos em pastas e
arquivos Ler, Ler e executar, Modificar ou Controle total.
Outro fator a ser verificado são as restrições de QUOTA que possam a
vir impossibilitar um processo de backup. E para nega o acesso a um
arquivo de backup devemos selecionar a opção de “Permitir que somente o
proprietário e o administrador tenham acesso aos dados de backup” desta
forma apenas o proprietário e o administrador terão acesso a restauração
do arquivo.
Em controladores de domínio um administrador ou operador de cópia em
um controlador de domínio, poderá fazer backup dos arquivos ou pastas
nos computadores do domínio ou nos computadores de um domínio com o qual
você tenha uma relação de confiança bidirecional (exceto dos dados do
estado do sistema) que somente pode ser feito localmente, e como
administrador local, operadores de copia não tem privilégio de efetuar e
restaurar um backup de “Estado do Sistema” conhecido muito bem por nós
como “System State”. Outra coisa a ser detalhada é que não é possível
fazer backup e restauração em computadores remotos mesmo sendo
administrador do computador remoto.

5 – Entendendo o Backup, Permissões e Tipos de Backup.

5.1 – Tipos de Backup
Com o “Utilitário de Backup” temos algumas opções de backup e vamos
detalhá-las e verificar em qual situação elas se encaixam. Lembrando que
estes exemplos são validos para backup em rede.

5.1.1 – Backup de Cópia

5.1.2 – Backup Diário

5.1.3 – Backup Diferencial

5.1.4 – Backup Incremental

5.1.5 – Backup Normal

5.1.1 – Backup de “Cópia”
Um backup de cópia copia todos os arquivos selecionados, mas não os
marca como arquivos que passaram por backup (o atributo de arquivo não é
desmarcado). A cópia é útil caso você queira fazer backup de arquivos
entre os backups normal e incremental, pois ela não afeta essas outras
operações de backup.

5.1.2 – Backup “Diário”
Um backup diário copia todos os arquivos selecionados que foram
alterados no dia de execução do backup diário. Os arquivos não são
marcados como arquivos que passaram por backup (o atributo de arquivo
não é desmarcado).

5.1.3 – Backup “Diferencial”
Um backup diferencial copia arquivos criados ou alterados desde o
último backup normal ou incremental. Não marca os arquivos como arquivos
que passaram por backup (o atributo de arquivo não é desmarcado). Se
você estiver executando uma combinação dos backups normal e diferencial,
a restauração de arquivos e pastas exigirá o último backup normal e o
último backup diferencial.

5.1.4 – Backup “Incremental”
Um backup incremental copia somente os arquivos criados ou alterados
desde o último backup normal ou incremental e os marca como arquivos que
passaram por backup (o atributo de arquivo é desmarcado). Se você
utilizar uma combinação dos backups normal e incremental, precisará do
último conjunto de backup normal e de todos os conjuntos de backups
incrementais para restaurar os dados.
Um backup normal copia todos os arquivos selecionados e os marca como
arquivos que passaram por backup (o atributo de arquivo é desmarcado).
Com backups normais, você só precisa da cópia mais recente do arquivo ou
da fita de backup para restaurar todos os arquivos. Geralmente, o
backup normal é executado quando você cria um conjunto de backup pela
primeira vez. O backup dos dados que utiliza uma combinação de backups
normal e incremental exige menos espaço de armazenamento e é o método
mais rápido. No entanto, a recuperação de arquivos pode ser difícil e
lenta, porque o conjunto de backup pode ser armazenado em vários discos
ou fitas. O backup dos dados que utiliza uma combinação dos backups
normal e diferencial é mais longo, principalmente se os dados forem
alterados com freqüência, mas facilita a restauração de dados, porque o
conjunto de backup geralmente é armazenado apenas em alguns discos ou
fitas.

6 – Informações e Backup do “System State”

6.1 Criando um Backup do System State

6.2 Restaurando um Backup do System State.

6.3 Informações de Backup e Restauração do System State

6.1 Criando um Backup do System State

6.1.1 – Vamos iniciar o “Utilitário de Backup“.

6.1.2 – Clique na tab Backup.

6.1.3 – Em “Clique na caixa de seleção de unidades, pastas e arquivos para marcá-los para backup“, expanda “Meu Computador” e marque a caixa de seleção Estado do sistema (System State) como figura abaixo.

Cc716423.Ntbackup18(pt-br,TechNet.10).jpg
Lembrando mais uma vez que é aconselhável que salve a seleção,
definir uma localidade de armazenamento do backup do system state,
destino do backup e caso queira já definir as opções avançadas é só
acessa-las pelo menu Ferramentas e apontar para Opções
e escolhendo as alterações desejadas. Após toda está verificação
podemos dar inicio ao Backup do Estado do Sistema clicando em “Iniciar Backup” aparecerá a janela “Informações sobre o trabalho de Backup” clique novamente em “Iniciar Backup“.
A figura abaixo mostra o backup do System State em andamento.

Cc716423.Ntbackup19(pt-br,TechNet.10).jpg
Após o Backup concluído temos a informação de “O Backup está completo” com a opção de visualizar o “Relatório

Cc716423.Ntbackup20(pt-br,TechNet.10).jpg

Log do Backup do Estado do Sistema (System State)


Status do backup

A operação não foi concluída com êxito.

Operação: backup

Destino de backup ativo: Arquivo

Nome da mídia: “System State.bkf criado(s) 30/5/2005 em 21:25”

Backup (por cópia de sombra) de “System State”

Conjunto de backup nº 1 na mídia nº 1

Descrição do backup: “Conjunto criado em 30/5/2005 às 21:25”

Nome da mídia: “System State.bkf criado(s) 30/5/2005 em 21:25”

Método de backup: Copiar

O backup foi iniciado no(a) 30/5/2005 à(s) 21:28.

A operação foi finalizada.

Backup concluído no(a) 30/5/2005 à(s) 21:33.

Pastas: 100

Arquivos: 1044

Bytes: 185.219.110

Tempo:  4 minutos e  51 segundos

———————-

6.2 Restaurando um Backup do System State.

6.1.1 – Vamos iniciar o “Utilitário de Backup“.

6.1.2 – Clique na tab Restaurar e Gerencias Mídias.

6.1.3 – Clique na guia Restaurar e gerenciar mídia e, em seguida, em Clique para marcar a caixa de seleção ao lado das informações das quais deseja restaurar, clique na caixa ao lado esquerdo e expanda “Arquivo” e selecione o Estado do Sistema. (System State). Veja na figura abaixo;

Cc716423.Ntbackup21(pt-br,TechNet.10).jpg
Após selecionar System State para a restauração não esquecer de definir a localidade em “Restaurar os Arquivos em” em seguida clique em “Iniciar Restauração” aparecerá uma janela de aviso como abaixo;

Cc716423.Ntbackup22(pt-br,TechNet.10).jpg
Clique em OK para prosseguir e em “Confirmar Seleção” clique novamente em “OK”.

Cc716423.Ntbackup23(pt-br,TechNet.10).jpg
Logo após a conclusão aparecerá a janela de “Progresso de
Restauração” com informações sobre o status e “Relatório” da
restauração.

Cc716423.Ntbackup24(pt-br,TechNet.10).jpg
Em seguida clique em “Fechar”. Aparecerá uma mensagem informando que; “Alguns arquivos e configurações restaurados requerem a reinicialização do computador para concluir a restauração“, clique em “SIM” para concluir está tarefa.

Cc716423.Ntbackup25(pt-br,TechNet.10).jpg

6.3 Informações de Backup e Restauração do System State

Windows XP Professional
O backup do estado do sistema mais conhecido como “System States”
compreende informações do banco de dados de registro de classe COM+,
arquivos de proteção do Windows, os chamados “Windows File Protection” e
o Registro.
Microsoft Windows 2000 Server
Backup do estado do sistema de maquina denominadas DC compreende
muito mais informações, mas tudo isso depende da configuração do
servidor em questão, veja abaixo as informações contidas em DC Servers.

Registro do Windows
Banco de dados de registro de classe COM+
Arquivos de inicialização, incluindo os arquivos de sistema.
Banco de dados de serviços de certificados
Serviço de diretório Active Directory
Pasta SYSVOL
Informações do serviço de cluster
Metadiretório IIS
Arquivos de sistema que estão na Proteção de arquivo do Windows
Os dados do estado do sistema compreendem o Registro, o banco de
dados de registro de classe COM+, os arquivos da Proteção de arquivo do
Windows e os arquivos de inicialização do sistema. Dependendo da
configuração do servidor, outros dados poderão ser incluídos nos dados
do estado do sistema. Por exemplo, se o servidor for um servidor de
certificados, o estado do sistema também conterá o banco de dados de
serviços de certificados. Se o servidor for um controlador de domínio, a
pasta SYSVOL e o Active Directory também estarão contidas nos dados do
estado do sistema.
Vale ressaltar que se faz um restore dos dados do system state de um
DC deve-se entrar em modo de restauração de serviços, para que você
tenha privilégio de restaurar a pasta SYSVOL e AD e para finalizar nunca
é demais lembrar que esse procedimento só pode ser feito LOCALMENTE na
maquina e não REMOTAMENTE.
Backup overview
fonte:

http://www.microsoft.com/technet/prodtechnol/windowsserver2003/library/ServerHelp/2b8c47c9-a769-46d2-9e26-f4d16f0261f8.mspx

Abraço a Todos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s